Envelhecimento e os encontros intergeracionais: Como Criar um Programa que Minimize os Conflitos e Gere Impactos Positivos Dentro do seu Programa de Bem-Estar


Como você se sente quando pensa na ideia de envelhecer? Em muitas pessoas, ela gera preocupações, ansiedade e até pavor. Isso acontece porque o envelhecimento geralmente está associado a coisas negativas, como mudanças na aparência, um corpo frágil, perda de memória e doenças crônicas.

Mas nem todo mundo envelhece da mesma forma. Alguns idosos têm uma saúde física e mental relativamente boa. Avanços na medicina têm ajudado outros a tratar ou controlar doenças crônicas. Por isso, em alguns países, cada vez mais pessoas têm uma vida mais longa e saudável.

Apesar disso, enfrentando problemas relacionados à idade ou não, a maioria das pessoas deseja envelhecer com dignidade. Como isso é possível? Em parte, depende de nossa atitude e nossa disposição e habilidade de nos adaptar a essa nova fase da vida.

O envelhecimento da população trabalhadora é um tema frequente nas sociedades modernas, em que o número de pessoas maiores de 50 anos tende a aumentar nas próximas décadas. A velocidade do envelhecimento populacional brasileiro será ainda maior, tendo em vista que a diminuição das taxas de natalidade e mortalidade tem contribuído para o aumento de pessoas idosas e em idade produtiva. Atentos a essa questão, vários estudos têm sido desenvolvidos na tentativa de se manterem boas condições de saúde, capacidade para o trabalho, autonomia e integração social dos trabalhadores em processo de envelhecimento.

Muitas pessoas gostam de seu trabalho e o acham muito recompensador. O que faz com que elas se sintam assim? Dando sequencia a série de temas centrais do 17º Edição do Congresso Brasileiro de Qualidade de Vida, a abordagem sobre “Envelhecimento e Encontros Intergeracionais”, um dos pontos altos do evento, irá explorar esta nova realidade no Brasil. As empresas terão acesso às informações atuais de como gerar impactos positivos no seu programa de qualidade de vida.

A ABQV acompanha de perto todas as tendências mundiais dos programas de qualidade de vida. Soluções inovadoras e sustentáveis que podem ser aplicadas dentro da qualidade de vida no trabalho, para gerar resultados mais eficazes nas ações de bem-estar, serão apresentadas ao público durante os três dias de Congresso, que acontece de 20 a 22 de maio, no Instituto Sírio Libanês, em São Paulo (SP).

Para saber mais sobre o Congresso Brasileiro de Qualidade de Vida, acesse o site e confira todos os detalhes sobre a programação de palestras e cursos.