Como o Design Thinking pode levar os Programas de Qualidade de Vida ao próximo nível


Muitas empresas estão dispostas a trabalhar com programas de qualidade de vida, porém, na hora da prática muitos processos permanecem ineficazes. Neste contexto, cabe aos gestores encontrarem maneiras de tornar seus programas eficazes e sustentáveis, ajudando as pessoas a se concentrarem em sua própria saúde e bem-estar. 
A maioria dos esforços das empresas tem focado em programas destinados a mudar o comportamento dos funcionários. Para efetivamente mudar o bem-estar dos colaboradores, os gestores precisam entender melhor as influências dos sistemas complexos nos quais as pessoas trabalham e vivem, pois, a saúde e o bem-estar são influenciados por fatores incontroláveis, tanto no trabalho como fora dele, incluindo influências sociais, emocionais, ambientais e culturais.
A aplicação do Design Thinking está liderando o caminho como uma solução para trazer resultados dentro dos programas de qualidade de vida. Com uma abordagem poderosa, o Design Thinking é um processo colaborativo, centrado e destinado a resolver problemas com foco no ser humano. Trata-se de uma ferramenta de gestão que auxilia a entender com profundidade a real necessidade dos colaboradores, caminhando por três estágios fundamentais:
1-) Inspiração - onde se aprende diretamente com as pessoas. É como mergulhar em suas vidas e vir a compreender profundamente suas necessidades. Trata-se de alinhar o propósito e missão de vida dos colaboradores, com a da empresa. 

2-) Ideação - momento de sedimentar aprendizados, identificar oportunidades e desenhar soluções possíveis, para melhor engajamento e resultado das ações de bem-estar; 

3-) Por último, se certificar de que sua solução será um sucesso, pois esta será prototipada, testada e aprovada. Nesse caso, ao invés de institucionalizar a solução de bem-estar encontrada, aplique-a em um grupo piloto, isso ajudará a modelar e validar a solução até o seu lançamento global.

Estamos falando de um método diferenciado para a busca de soluções por meio da real perspectiva do público-alvo. Que tal aplicar isso na sua empresa? 
Durante a programação da 17º Edição do Congresso Brasileiro de Qualidade de Vida os profissionais do setor poderão conhecer mais sobre Design Thinking entre outros temas relevantes sobre inovação e empreendedorismo, bem como aplica-los dentro dos seus programas.
A ABQV acompanha de perto todas as tendências mundiais dos programas de qualidade de vida. Soluções inovadoras e sustentáveis, que podem ser aplicadas dentro da qualidade de vida no trabalho, para gerar resultados mais eficazes nas ações de bem-estar serão apresentadas ao público durante os três dias de Congresso, que acontece de 20 a 22 de maio, no Instituto Sírio Libanês, em São Paulo.
Para saber mais sobre o Congresso Brasileiro de Qualidade de Vida, acesse o site e confira todos os detalhes sobre a programação de palestras e cursos.